quinta-feira, abril 14, 2005


Nao podia nao passar esta bela poesia que Vitoria da Silva amiga minha de longa data me mandau. Aqui vai ela: °°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°° Eu sou...
Uma chuva de paixão.
Um temporal de amor.
Um trovão de ódio.
Uma enchente de carinhos.

Eu sou...
Um raio de ciúmes.
Um relâmpago de tristeza.
Uma garoa de felicidade.

Eu sou...
Um sol de alegria.
Um calor de harmonia.
Uma seca de indiferença.

Eu sou...
Uma tempestade de escuridão.
Um vento frio de esperança.
Uma ventania de raiva.

Eu sou...
Mil estrelas de esperança.
Sou a lua de lembranças.
Sou o entardecer de perdão.

Eu sou...
Flores da primavera.
Sou o sol do verão.
Sou o frio do inverno.
As folhas secas do outono.
Eu sou... Assim.
Mudo... Como as estações.



Dezembro de 1979


Francis*PAC

1 comentário:

Alex disse...

Muito bonito, Francis, gostei muito!
:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postes populares