sábado, fevereiro 26, 2005

Amor é um fogo que arde sem se ver

Poder amar
A historia se repete, com ela as coisas boas e ma’s. O que mais interessa sao os factos relacionados ao amor, com a paz, com a amizade, com todos os aspectos ligado a vida, ao bem estar. Tudo gira entorno ao poder: poder amar, poder mostrar, poder manifestar a propria virilidade, poder comprar, “poder mandar a mer** quem se mete contigo”, etc. Este poder assume varias caracteristicas, a mais solecitada (o frequente) è ligada ao dinheiro; quem nao tem dinheiro luta para ter, isto è para poder. Chegamos ao motivo de tantos males, de tantas mortes... Ter dinheiro para poder fazer tudo com tudo e todos.

Desde os primordios o homem trabalhou para poder, e quando mais se tem, mais se procura, e tantas vezes nao olha aos meios que usa para obter este poder; infelizmente tantas vezes os meios justificam os fins – “tive que deixar a mulher que amo porque nao podia dar-lhe aquilo que merece... tive que...; o entao tive que procurar feitiço para ganhar dinheiro de formas a poder mostrar aos meus amigos que eu POSSO=poder...”.

O que farias pelo poder?
O que farias se nao tivesses a possibilidade de comprar tudo aquilo que gostas?
O que farias se dependesses sempre da tua mulher? O do teu marido?

Hummm ai a lista de perguntas podem tocar o céu, de qualquer maneira a vida em sociedade gira entorno ao poder, nao è mal o importante è lutar por um poder superior – aquele de amar. Amar e deixar-se amar.

Poder amar,
um poder ao alcance de todos,
um poder que liberta a alma,
que humaniza a vida de quem quer que seja.
Amar, amar e amar.

Que seja o amor a regolar a vida em sociedade e todos terao o que precisam, ninguèm morrerrà de fome, as guerras... essas nao sei onde iriam desterrar-se.

Vos deixo com esta bela poesia de Luis de Camoes... o grande poeta lusofono....

O AMOR


Amor é um fogo que arde sem se ver
é ferida que dói, e não se
sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a
gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se
perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o
vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode
seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo
Amor?
"Amor é um fogo que arde sem se ver"


(Luis de Camões)

2 comentários:

GIORGIONE disse...

Son felice che la pensi come me...se non avessimo solo un briciolo di speranza forse sarebbe meglio buttarci dalla torre del palazzo del C.O.E (ehehehe). Oggi e domani starò con la mia picciolina fufina che è tornata sana e salva da Dublinoz...ehheeh...
Cmq, ricordiamoci sempre che la vita è davvero più semplice se i pesi dei dolori che un ha, li trasportiamo reciprocamente ('carry each other...' da ONE degli U2). Non siamo isole!


Un abbraccio esplosivo di affetto!

il fratellone GEORGIONE

Francis*PAC disse...

già... da soli non siamo nessuno. Siamo uomini in quanto siamo in società.
Allora la fufa è tornata è tutto comincia... 5 marie, federica e etc. Atantion... qste cose fanno male... hehehe

salutamela..
adesso vado a sentir:

'carry each other...' da ONE degli U2'

baCIniiiiiiiii

Francis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postes populares