segunda-feira, novembro 07, 2005

Fogo e Ritmo

Fogo e Ritmo




Sons de grilhetas nas estradas
cantos de pássaros
sob a verdura úmida das florestas
frescura na sinfonia adocicada
dos coqueirais
fogo
fogo no capim
fogo sobre o quente das chapas do Cayatte.

Caminhos largos
cheios de gente cheios de gente
em êxodo de toda a parte
caminhos largos para os horizontes fechados
mas caminhos
caminhos abertos por cima
da impossibilidade dos braços.
Fogueiras
dança
tamtam
ritmo
Ritmo na luz
ritmo na cor
ritmo no movimento
ritmo nas gretas sangrentas dos pés descalços
ritmo nas unhas descarnadas

Mas ritmo
ritmo.

Ó vozes dolorosas de África!

Agostinho Neto



Aproxima-se a passos largos o 11 de Novembro
Aproxima-se a passos largos o um dia de reflexão
Um dia em cui a vergonha toma posse do reino da mentira
E dos covardes que não olham a vida do povo.
Ate quando Angola?

Yaaaaaaaaaaaaaaa

3 comentários:

Anónimo disse...

Cumprimentos
Sou português a residir em São Paulo/Brasil.
Tenho também um espaço na internet, Voz do Seven (http://vozdoseven.weblog.com.pt/) que vai muito com as tuas ideias nomeadamente na luta contra o racismo e a xenofobia e aspirando a um mundo mais justo.
Sabedor de que no próximo dia 11 de Novembro a Rep de Angola festeja 30 anos de independência pretendo fazer pequena homenagem ao povo angolano tanto mais que tenho familiares naturais de Angola.
Vou tomar a liberdade de te "roubar" a foto deste belo poema e a partir dela farei ligação ao teu Angola Minha Terra... espero que não haja problema algum.
Com amizade
Voz do Seven

ELCAlmeida disse...

Belo postal. Diz muito da nova Angola e daquela que queremos que persista.
Cumprimentos

OSNIA9 disse...

Muito bonito the foto... saludos desde CHILE... the fogo and ritmo is a song?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postes populares